Por Davi Ferraz

Sem qualquer possibilidade de alcançar o prefeito Rodrigo Hagge (MDB) na liderança do processo sucessório em Itapetinga, os quatro candidatos de oposição, Gilson de Jesus (PCdoB), Amaral Jr (PT), Paulo da Geladeira (DC) e Juraci Nunes (PDT), travam uma disputa à parte pela conquista dos eleitores indecisos, no conhecido ‘voto útil’.

Nas redes sociais, os candidatos Amaral e Juraci postaram banners pregando o ‘voto útil’, na esperança de alcançarem Rodrigo, tarefa herculana e improvável, já que os votos dos eleitores indecisos são insuficientes para isto. Sem falar, é claro, que a tendência desse tipo de eleitor é votar em quem tem maior passibilidade de vencer as eleições, para não ‘perder o votos’.

Segundo as avaliações nos meios políticos,  a disputa seria pelo 2º lugar, posição ‘honrosa’, ou para “passar vergonha”, já que o pódio já tem dono. Esse ‘canibalismo eleitoral’ entre os partidos de oposição denota o despreparo e excesso de vaidade dos seus candidatos, que apostaram na desagregação, ao invés de união, na disputa contra um candidato leve e preparado.

Confira as postagens: