O presidente da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Pedro Tavares (DEM), destacou a emoção dos católicos baianos com a canonização de Irmã Dulce e ressaltou a expectativa de crescimento no número de turistas, no estado, após o ato do Vaticano. Tavares pretende visitar o complexo em Salvador, onde fica o santuário, na Cidade Baixa, em Salvador ao lado dos demais membros da Comissão.

“A santidade de Irmã Dulce é um grande sinal de fé para nós, fato que nos dá imenso orgulho, sendo a sua história um símbolo de inspiração para todos os cristãos”, afirmou.

O parlamentar diz que a bondade da Santa Dulce continua a fazer história, pois conforme dados divulgados na imprensa, a Igreja Católica estima a movimentação de cerca de cinco milhões de pessoas por ano na Bahia com o turismo religioso.

“A nossa capital que já tem um brilho próprio, elementos em destaque como a cultura, musicalidade, patrimônio histórico e belas praias agora tem uma santa, o que deve atrair muitos peregrinos para conhecerem de perto a sua história e devoção. A sua santidade potencializa o turismo religioso, sendo importante para a geração de renda, na capital baiana”, afirmou.

Segundo Tavares, o Poder Público deve aproveitar esse potencial com mais investimentos. “É louvável a idealização do Caminho da Fé, pela Prefeitura de Salvador, aproveitando o percurso que começa no Largo de Roma, onde estão as Obras Assistenciais (Osid) até o Bonfim. Isso tudo deve atrair romarias e por consequência mais hospedagens, mais vendas de artigos religiosos, mais movimento nos restaurantes, entre outros, ou seja, mais oportunidades para o mercado formal e informal”, frisou.