O presidente Jair Bolsonaro indicou nesta quinta-feira, 5, ao cargo de procurador-geral da República o subprocurador Augusto Aras. O nome ainda precisa ser aprovado pelo Senado. Segundo o Estadão, os dois conversaram por telefone no início da tarde desta quinta.

Aras substituirá Raquel Dodge no cargo. O mandato dela acaba no dia 17 de setembro. Como o prazo para a tramitação no Senado é curto, o mais provável é que haja um período de transição entre e Dodge e o novo indicado.

Nos últimos meses, Aras se reuniu com Bolsonaro ao menos cinco vezes, fora da agenda do presidente.

O presidente confirmou a indicação durante a inauguração do Observatório da Agropecuária Brasileira, na tarde desta quinta. “Acabei de indicar Augusto Aras para chefiar o Ministério Público Federal. Uma das coisas conversadas com ele, e já era sua prática também, é na questão ambiental. O respeito ao produtor rural, e também o casamento da preservação do meio ambiente com o produtor. Então, é um homem que estará, não digo ao nosso lado, ao lado do Brasil nas questões afeta (sic) a Procuradoria Geral da República”, anunciou ele.