O governo da Bahia anunciou que vai cortar o ponto dos professores das universidades estaduais que estão em greve desde o início deste mês.

Já são 18 dias de paralisação na Uneb (Universidade do Estado da Bahia), Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz), Uefs (Universidade Estadual de Feira de Santana) e Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia).

A medida foi uma decisão do governador Rui Costa, depois de três rodadas de negociação não terem surtido efeito.