No jogo político/jurídico disputado neste domingo na Arena TRF-4, um jogador reserva do time de Lula fez um gol ilegal a favor do seu antigo patrão, que acabou sendo anulado pelo ‘árbitro de vídeo‘, após consultar o replay do lance.

Indignado, o artilheiro reserva ainda tentou reverter a situação, validando o gol, mas o juiz principal da partida manteve a decisão do VAR, que viu impedimento na jogada. A torcida chiou, mas não foi desta vez…

Por Davi Ferraz