novembro 2017
D S T Q Q S S
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Acesse o Sudoeste Hoje via Mobile em qualquer lugar!
  • dulce: de quem é a responsabilidade do som Davi? não é da secretária de meio ambiente? que junto com a guarda...
  • Jeneffer: Essa ornamentação de natal da Alameda vai ser retirada quando?Alameda virou uma baderna ta um aspecto de...
  • Alex: Já faz um bom tempo que a Alameda virou terra de ninguém! A beleza do lugar foi sendo aos poucos destruída por...
  • José Carlos: Governador Rui Costa olha o que o Detran Itapetinga está fazendo. Descaso com o povo este COORDENADOR é...
  • Eleitora: Rosmbergue, se tu depender desta amarela Júnior pra conseguir votos saiba que tu já perdeu ele é falso,...
  • Servidor: Absurdo, culpa deste coordenador que não se elegeu e não elege mais ninguém pois a resposta o povo ja deu...
  • Antônia Alves: Tem fiscalização para isso deixe os meninos trabalharem e vai cuidar da cidade pois você não fez nada...
  • Carlos: Uma correção. A casa não está abandonada há vinte anos, tinha a família de funcionários do TJ morando até uns...
  • ANÔNIMO: OS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO PRECISAM SE MANIFESTAR, POIS SE FICAREM SEM FALAR NADA ESTE BANDIDO QUE SE...
  • deusdete: Senhor Editor, Davi Ferraz Na rua pompilio Espinheira, onde funcionou a Guarda Municipal e a antiga...
  • Norma Lima: Realmente tem causado sérios problemas. Nas imediações, muitas pessoas já tiveram dengue e chikungunya...
  • Tadeu: Lazaro meu senador
  • MARIA: PIOR SÃO AS PROVAS TEÓRICAS QUE MUDARAM PARA FAZER NO SAC E DESDE DE DEZEMBRO QUE NENHUM ALUNO DAS AUTO...
  • Anonymous: oh poxa, 1,5 milhão e meio pra fazer isso ? pensa que o povo é burro ? a gente tem noção de gastos e isso...
  • Maria do socorro santos: Esse monstro tem que ser punido, é ficar bem longe desta criança
leitores online


:: 5/nov/2017 . 20:33

GRUPO INVADE FAZENDAS EM CORRENTINA E DEIXA PREJUÍZO ESTIMADO EM R$ 60 MILHOES

Ao menos mil pessoas invadiram duas fazendas no município de Correntina, no oeste baiano, no último dia 2, e deixaram um prejuízo estimado em R$ 60 milhões. O grupo argumenta que a irrigação feita nas fazendas causa falta de água e queda de energia na região.

Produtores da região apontam que o grupo destruiu cerca de 20 pivôs, queimaram 11 tratores, duas máquinas colheitadeiras, três caminhões, uma pá carregadeira, uma retroescavadeira e uma patrol.

Em nota divulgada à imprensa, a empresa Lavoura e Pecuária Igarashi condenou a forma de protesto utilizada pelo grupo. A companhia diz que suas instalações no município de Correntina foram “ilegal e arbitrariamente invadidas por indivíduos que, arrebentando cercas, ateando fogo nas instalações, destruindo maquinários, todo sistema de energia, tratores, ameaçando seus colaboradores, promoveram um ato de vandalismo injustificável e criminoso, ferindo, inclusive, um de seus colaboradores”.

“A Igarashi ressalta que todas as atividades desenvolvidas possuem as autorizações ambientais, que por sua vez percorreram toda tramitação perante aos órgãos ambientais competentes, sendo que somente foram iniciadas as atividades após a regular conclusão de todos os processos de autorizações e licenças com seus estudos, inspeções, vistorias e conclusões”, afirma a empresa.

A Igarashi atua na produção de alimentos como batata, cenoura, feijão, tomate, alho, cebola e outros. “A Igarashi repudia, veementemente, todos os atos criminosos de vandalismo praticados, dos quais foi vítima. Ato que não tem qualquer legitimidade ou justificativa ambiental, ao tempo em que adotará todas as medidas legais para defesa dos seus direitos e responsabilização dos indivíduos que cometeram referidos atos de vandalismo”, informa a companhia no comunicado. Confira vídeo:


  • 27 de dezembro de 2017 | 22:17


  • 23 de outubro de 2017 | 20:28


  • 20 de setembro de 2017 | 20:44


  • 23 de agosto de 2017 | 01:21


  • 14 de julho de 2017 | 17:21


  • 12 de julho de 2017 | 19:39

  • RSSArquivo de Quentinhas & Boas »


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia